Foto: Gustavo Bezerra

O deputado Federal Frei Anastácio (PT/PB) disse, durante pronunciamento em sessão, na Câmara Federal, que é lamentável ter um país como o Brasil, com um presidente que governa empurrado pelo Congresso e pela Justiça. “Tudo que saiu em benefício para o povo, durante a pandemia, teve autoria do Congresso Nacional, ou a partir de decisão da justiça”, disse o deputado.

Frei Anastácio relatou que se não fosse a atuação da Câmara e do Senado não haveria, sequer, o auxílio emergencial de R$ 600  para o povo, já que o governo queria autorizar apenas R$ 200. “Não teríamos também a lei Aldir Blanc para socorrer a cultura e muitos outros benefícios direcionados ao povo. O Brasil tem um presidente que tenta até atrapalhar  a vacinação contra um vírus que já matou mais de 180 mil brasileiros”, disse. 

O parlamentar parabenizou o Congresso Nacional que, segundo ele, com raras exceções, vem realizando um trabalho que realmente representa os interesses do povo. Se o Brasil dependesse só das decisões do governo, o desmantelo ainda estaria maior. “Parabéns, ao congresso, especialmente a oposição que é combativa em defesa do povo e do Brasil”, afirmou.

Descaso com a pandemia

Frei Anastácio relatou ainda, que um dos maiores crimes cometidos por Bolsonaro é o desprezo com a pandemia. Ele citou que uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) constatou que nunca houve um plano estratégico do Governo Federal para enfrentar a pandemia.

“E não são só os pronunciamentos e  desprezo que Bolsonaro faz em relação à pandemia. A auditoria do TCU constatou falta de entrega de equipamentos de proteção individual, respiradores e kits de testes. Os auditores constataram ainda irregularidades em contratos, além da ausência de um planejamento mínimo para combater a pandemia. Ou seja, o governo não tem nenhuma preocupação em salvar vidas e evitar que milhões de brasileiros sejam contaminados pelo coronavírus. É realmente uma atitude genocida, que precisa ser punida pela justiça”, afirmou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here