O deputado estadual Frei Anastácio (PT) registrou hoje (14), na Assembleia Legislativa, a mobilização do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que estão acampados no Incra há dez dias, para apresentar uma pauta de reivindicações na esfera estadual e federal. “O MST está de parabéns pela conquista de melhorias   para os trabalhadores”, disse Frei Anastácio.

Segundo o deputado, na Caixa Econômica Federal (CEF), os trabalhadores já conseguiram destravar os projetos de construção de 410 casas, através do programa Minha Casa Minha Vida, do governo federal. “Ainda há a luta das mulheres camponesas pela desburocratização do PAA – Programa de Aquisição de Alimentos – que está travando a produção familiar, mas isso já está sendo encaminhado”, disse o deputado.

O parlamentar disse que se o pensamento da classe política for para desburocratizar a produção dos pequenos agricultores a Paraíba terá alguma chance. “Mas se esse tipo de prática, de criação de barreiras para o homem do campo vem para onerar sua produção, veremos uma Paraíba sem expectativa de crescimento. Precisamos pensar grande, assim como o projeto de selo de origem de qualidade que apresentei ano passado, que está casa aprovou, mas o governador vetou”, relatou o parlamentar.

Frei Anastácio disse que o MST também tem uma pauta extensa de reivindicações para o Incra, Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e Instituto de Terras da Paraíba (Interpa). “São reivindicações, a exemplo de vistorias de fazendas, construções de açudes e poços, além de desapropriação de mais terra para as cinco mil famílias que moram debaixo de lonas nos acampamentos espalhados pelo estado”, disse.

 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here