Frei Anastácio

O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) elogiou o trabalho da Polícia Civil paraibana que prendeu, ontem (17), suspeitos de assassinar os trabalhadores rurais sem terra José Bernardo da Silva, conhecido como Orlando, e Rodrigo Celestino. Os dois trabalhadores foram assassinados no dia 8 de dezembro do ano passado, por homens encapuzados, fortemente armados, no memento em que estavam jantando, às 19h30, no acampamento Dom José Maria Pires, no município de Alhandra.

“Da mesma forma que pedi empenho e dedicação da Secretaria de Segurança Pública em relação ao caso, estou elogiando pelos resultados do trabalho. Parabéns à secretaria e a todos os policiais e delegados envolvidos nessa operação. Lembro-me, que quando soube do crime eu estava retornando de viagem do Sertão e liguei para o então secretário Claudio Lima, às 23h15 do sábado. Ele prontamente me atendeu e prometeu empenho. Agora, vejo os resultados. Parabéns a ele e ao seu sucessor que deu continuidade ao caso. Vamos esperar, agora, que a justiça seja feita com a condenação dos envolvidos”, disse o deputado.

Frei Anastácio explicou que a área da Fazenda Garapu, pertence ao Grupo Santa Tereza e foi ocupada pelas famílias em julho de 2017. Ele informou que é uma área sem produção agrícola, coberta por bambus. As famílias estão lá esperando a desapropriação das terras pelo INCRA. Elas já  estão plantando em vários hectares. Estive na área várias vezes e posso dizer que as famílias estão lutando pela terra, para dela tirar o seu sustento. Se existe integrantes das famílias envolvidos no crime, que paguem pelo que fiezeram ”, afirmou o deputado.

Acusados

Segundo informação da Polícia, o duplo assassinato teria sido motivado por desentendimentos entre os acampados e Hawlinson Bezerra de Lima, conhecido por Halph, que fazia  extração de areia da área. Além de Halph, foram presos Leandro Soares da Silva, que morava no acampamento, e uma mulher que reside no conjunto José Américo, em João Pessoa. As investigações continuam, a polícia está a procura de uma quarta pessoa que teria participado do crime.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your name here

Please enter your comment!