WhatsApp Image 2019-12-09 at 18.13.52

O deputado Federal Frei Anastácio (PT) elogiou a iniciativa do Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Paraíba, que enviou orientação para as empresas de comunicação do Estado, através de ofício, com sugestão de medidas de prevenção, que garantam a saúde e segurança aos trabalhadores jornalistas, bem como aos seus familiares, durante este período da pandemia da doença Covid-19. 

Segundo o parlamentar, os jornalistas, sobretudo os que fazem cobertura externa estão correndo o risco de contrair o Coronavírus. Além disso, podem levar o vírus para dentro das redações e, consequentemente, para suas famílias e amigos. “Assim como os profissionais de saúde, esses trabalhadores merecem todo nosso respeito nessa missão de bem informar. Espero que tanto aqui na Paraíba, como nos outros estados, as empresas de comunicação atendam as orientações da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj)”, disse o deputado.

Leia  nota com orientações da Fenaj:

A Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) divulgou uma série de recomendações a sindicatos de todo o país para garantir a segurança dos profissionais de imprensa que cobrem a pandemia de coronavírus.

As recomendações às redações incluem o afastamento de jornalistas com quadro gripal, que tenham chegado de viagem ao exterior ou que tenham tido contato com portador de Covid-19.

Nas pautas nas ruas, a Fenaj recomenda evitar reportagens em hospitais e outros locais de possível contaminação, além de reforço da limpeza de microfones, câmeras, celulares e gravadores.

Outra sugestão é a implantação de trabalho home office no “maior número de situações possíveis”, incluindo jornalistas com mais de 60 anos, gestantes, com doenças crônicas, deficiência imunológica, ou que não tenham com quem deixar filhos pequenos.

De acordo com a lista de recomendações da Fenaj, viagens e entrevistas presenciais devem ser realizadas apenas em casos essenciais, e, para quem permanecer nas redações, deve ser disponibilizado álcool em gel, além de rodízio de jornada e redução na quantidade de trabalhadores em 50%.

Compartilhamento de equipamentos como mouse, teclado e computadores não é indicado. A Fenaj também solicita garantia de que as equipes de reportagem não sejam expostas a pessoas com suspeita ou diagnóstico confirmado de Covid-19.

Outra ideia é disponibilizar transporte aos funcionários, evitando transportes coletivos que são ambientes exponenciais de transmissão.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here