O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) avaliou que os atos Fora Bolsonaro, em todo o Brasil, estão ganhando mais adesão, a cada versão, e com as denúncias de pedido de propina, na compra de vacina, a revolta contra o Presidente da República, Jair Bolsonaro, aumentou ainda mais no ato que foi chamado de 3J.

“À medida que a vacinação avança, o povo se sente mais protegido para sair às ruas e manifestar sua insatisfação contra o governo Bolsonaro. Na Paraíba, por exemplo, a cada ato tem mais gente. Se o povo estivesse vacinado, o país estaria com manifestações maiores ainda”, disse o deputado.

O parlamentar, que vem participando das manifestações, com proteção de máscara, distanciamento e higienização com álcool, elogiou o protesto realizado ontem (3), na capital Paraibana. “Nem a chuva conseguiu retirar o povo das ruas. A grande maioria era formada por jovens, mas a cada protesto é possível observar o aumento da presença de pessoas mais idosas”, observou.

Frei Anastácio relatou que na manifestação de ontem observou a participação de pessoas de vários segmentos sociais, religiões, estudantes, professores, servidores públicos, entidades sociais do campo e da cidade, sindicatos, partidos políticos, indígenas, movimentos de moradias, além de cidadãos e cidadãs sem nenhuma identidade política. “Todos e todas foram externar sua indignação com a atual situação em que vive o Brasil, com Bolsonaro como presidente”, afirmou.  

O deputado frisou que uma das cenas que mais chamaram a atenção, foi a presença de muitas pessoas que engrossaram a ala das famílias que perderam entes queridos para a covid. “Essas pessoas de luto, levaram fotos de seus mortos para mostrar sua dor. São pessoas que não teriam morrido se o governo federal tivesse comprado vacina no tempo certo. Todas estavam ali pedindo punição para Bolsonaro, que causou todo esse caos no país com o negacionismo intencional, buscando a imunidade de rebanho e tratamento com medicamentos sem comprovação científica”, disse.

Indignação

O parlamentar relatou que no protesto, a indignação do povo ainda era maior diante das denúncias de pedido de propina, por membros do governo federal, na compra da vacina covaxin da Índia, com empenho de compra feito, mesmo antes da aprovação do imunizante pela Anvisa. 

“O povo sabe que um governo que pede propina na compra de vacina é capaz de qualquer outra atrocidade contra a nação. Realmente, esse governo é um grande mal para o Brasil. O presidente da Câmara precisa desengavetar os 25 pedidos de impeachment que estão na casa”, apelou. 

Frei Anastácio destacou que já existe ação no STF pedindo que seja determinada abertura de CPI na Câmara, assim como aconteceu com a CPI do Senado, que só está existindo porque teve a instalação determinada pelo Supremo Tribunal Federal. “Enquanto isso, o povo tem que ir para a rua, tomando todos os cuidados contra a covid, é claro. Sem pressão do povo, dificilmente acontecerá alguma ação decisiva contra esse presidente genocida”, afirmou.

 

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here