O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) alertou que o desemprego e a miséria no Brasil irão aumentar no primeiro trimestre de 2021. “É urgente a volta do auxílio emergencial para amenizar os efeitos da crise econômica, causados pela pandemia do novo coronavírus, que está quase completando um ano no país”, disse o  deputado.

O deputado lembra que 67,9 milhões de brasileiros e brasileiras  estão sem qualquer auxílio do governo. “Essas pessoas foram assistidas com o auxílio emergencial na primeira onda da pandemia, mas agora, que o Brasil enfrenta uma segunda onda, se encontram abandonadas pelo Governo Federal”, lamenta o deputado.

Taxa de desemprego vai subir

De acordo com informações do jornal O Globo, a previsão da taxa de desemprego, no Brasil, no primeiro semestre de 2021, saltará de 14,1% para 16,3%, o que equivale a 16 milhões de pessoas sem emprego no país.

“Sabemos que os pobres serão os mais atingidos pelo desemprego, pois, além da crise, ainda enfrentarão fatores relativos à pobreza que dificultam procurar e conseguir um novo emprego, como falta de dinheiro para passagens e currículos, falta de acesso à internet e outros”, disse o deputado.

Frei Anastácio lembra ainda como o auxílio emergencial foi importante para combater a pobreza e a extrema pobreza no país durante o ano de 2020.  Ele relata que dados da USP/Insper apontam que a taxa de pobreza caiu de 12% para 8% e da extrema pobreza caiu de 3% para 1%. Isso significa que sem o auxílio o país verá esses índices aumentarem novamente. 

“A luta pela aprovação do auxílio de R$ 600, e pela prorrogação do benefício no valor de R$ 300, foi uma vitória do povo e da oposição ao Governo no Congresso. Continuaremos  lutando para que o auxílio volte em 2021. Sem isso, Bolsonaro estará afundando o país. Já existem projetos na Câmara sobre a volta do benefício, vamos aprovar e o presidente terá que aceitar, assim como fez na primeira etapa do auxílio, quando ele queria conceder apenas R$ 200 ”, concluiu.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here