O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) disse que a criação do Centro de Inteligência Nacional, pelo Governo Federal, é motivo de alerta para a população. “É mais um ato assustador de Bolsonaro. Como se não bastasse quase 10 mil militares exercendo cargos no Governo, ele recriou o modelo de um serviço de informação semelhante ao que existia durante ditadura militar. O famoso SNI – Serviço Nacional de Informação”, afirmou.

O parlamentar acrescentou que o Centro de Inteligência Nacional  tem a mesma semelhança do SNI, do golpe de 1964. “O serviço centralizou as operações de espionagem e repressão durante a ditadura. Foi através do SNI, que a ditadura promoveu cassação, exílio, perseguição, prisão e morte de milhares de homens e mulheres, além dos desaparecidos até hoje”, relatou.

O decreto 10.445, de Bolsonaro, criando o Centro de Inteligência foi publicado no dia 30 de julho. “A intenção de Bolsonaro é clara com esse Centro. Ele quer espionar e prejudicar as pessoas que são contra o fascismo e seu governo. Esse é mais um ato autoritário desse governo, que não aceita o contraditório e quer governar como se estivesse numa ditadura”, disse.

       O parlamentar informou que diante desse ato do Presidente, a bancada do Partido dos Trabalhadores, na Câmara Federal, está tomando as providências legais para combater mais esse absurdo.        “Nós vivemos numa democracia. A criação desse centro mostra os interesses  particulares de Bolsonaro, que é invadir a privacidade de pessoas que são contra o fascismo e não apoiam seu governo. Com esse centro, ele alegará legalidade a tipos de investigações como essa feita ilegalmente, contra servidores públicos antifascistas”, destacou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here