Foto de Gabriel Paiva (2)

O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) fez pronunciamento, na tribuna da Câmara Federal, hoje (22), em defesa das 400 famílias do acampamento Arcanjo Belarmino, no município de Pedras de Fogo, que estão com despejo decretado.

“Faço um apelo ao Governo do Estado, ao Ministério Público e à Justiça da Paraíba para que tamanha injustiça não seja cometida contra esses trabalhadores e trabalhadoras que estão na terra em plena produção de macaxeira, milho, abacaxi, mandioca, entre outras culturas”, apelou Frei Anastácio.

De acordo com o deputado, a Comissão de Direitos Humanos e Minorias, da Câmara Federal, em diligência à Paraíba, no final de agosto, visitou o acampamento e concluiu que os trabalhadores têm cumprido o seu papel de cultivar e plantar na terra, que antes tinha apenas plantações de bambu.

Depois da Diligência, foi realizada uma Reunião Pública pela CDHM, na Assembleia Legislativa, com participação dos deputados federais Valmir Assunção (PT/BA), João Daniel (PT/SE) e Frei Anastácio (PT/PB), além de deputados estaduais da Paraíba e diversas autoridades. Foram discutidas saídas para evitar o despejo de mais de mil famílias de agricultores que vivem em acampamentos na Paraíba, incluindo o acampamento Arcanjo Belarmino.

“Foi conversado, inclusive, com representantes do Governo do Estado, que haveria uma equipe para acompanhar essas famílias e encontrar formas de evitar esse despejo, mas pelo que temos acompanhado, nada disso aconteceu”, lamentou o deputado.

De acordo com o parlamentar, a maioria das famílias que moram no acampamento vieram das periferias das cidades onde passavam fome e agora não enfrentam mais essa situação.

“Espero a colaboração do Governo do Estado e demais órgãos para que uma injustiça tão grave, como essa, não seja cometida contra aqueles trabalhadores e trabalhadoras do acampamento Arcanjo Belarmino”, concluiu Frei Anastácio.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your name here

Please enter your comment!