Frei Anastácio faz homenagem ao Dia do Trabalhador

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) usou hoje (29), a tribuna da Assembleia Legislativa, para fazer uma homenagem ao Dia do Trabalhador, comemorado sexta-feira, dia 1º maio.  “Meus sinceros parabéns aos trabalhadores do campo e da cidade. Mas, antes do dia primeiro, amanhã, quinta-feira, será um dia de homenagens por todo o Brasil e convido os colegas deputados a participarem das manifestações, ao lado dos trabalhadores”, disse Frei Anastácio.

Ele acrescentou amanhã (30) será realizado um dia de luta e de defesa dos direitos de milhares de trabalhadores. A CUT e a Confederação Brasileira dos Trabalhadores estão organizando um grande ato que acontecerá que irá começar às 9 horas, com a recepção com caravanas que virão do interior do estado e atividades dos movimentos populares.

Durante a tarde, a partir das 14 horas, será realizada uma caminhada de luta pela manutenção dos direitos trabalhistas e contra o Projeto de Lei 4330, que abre a terceirização no Brasil, com prejuízos incalculáveis para o trabalhador. Essa caminhada percorrerá várias ruas do centro da cidade e terminará no Ponto de Cem Réis, com um mais um ato público que reunirá os movimentos sociais, sindicais entre outras entidades.

Programação cultural

Após o ato, haverá shows no Ponto de Cem Réis. No palco se apresentarão o cantor Santana,  a Banda Caçuá,  Escurinho e Totonho. “Revitalizo-me quando vejo os movimentos sociais nas ruas e fico feliz porque vejo que somos livres para manifestar nossos desejos de mudanças e de fortalecimento de um projeto que há 12 anos vem transformando este país. Os atos do dia 30 de abril chamam a atenção e alertam milhares de trabalhadoras a lutarem pelos seus direitos”, disse o deputado.

Além de protestar contra o Projeto de Lei 4330, o chamado PL da Terceirização, a mobilização das centrais sindicais e movimentos socais deste ano é contra a corrupção, e em defesa da Petrobras. A favor de uma  constituinte exclusiva para a mudança do sistema político brasileiro, e pelo do fim do financiamento privado de campanha e pela taxação de grandes fortunas.

A força do povo

“A classe trabalhadora é a força motriz do desenvolvimento. São estes trabalhadores e trabalhadoras que acordam muito cedo para gerar as riquezas necessárias desse país. Nos últimos 12 anos, o Brasil avançou com a melhoria das condições de vida de sua população. Portanto, é fundamental que não perdamos estas conquistas. A rua é o grande palco. Nela, falamos a mesma linguagem. E nos compreendemos. Defendemos a democracia e os direitos dos trabalhadores. Estarei participando do evento, por acreditar que são os trabalhadores organizados os verdadeiros provedores das garantias trabalhistas e que precisam, cada vez mais, estarem unidos para impedir que os grandes empresários rasguem a CLT”, afirmou o deputado.

 

Leia também