Frei Anastácio grava vídeo de protesto contra prisão de Lula

IMG-20180406-WA0004

O deputado estadual Frei Anastácio publicou vídeo, em suas redes sociais,protestando contra a prisão de Lula e convocando a militância a resistir. ” Estamos presenciando um atentado ao estado de direito democrático”, disse o deputado.

Segue na íntegra, o pronunciamento do parlamentar:

“Amanhecia em São Bernardo do Campo quando policiais chegaram à casa de Luiz Inácio da Silva, o Lula, e gritaram: “Senhor Luiz Inácio, polícia”. Naquele 19 de abril de 1980, o sindicalista e outras 14 pessoas foram levadas ao Dops (Departamento de Ordem Política e Social) com base na Lei de Segurança Nacional.

As prisões ocorreram após o governo intervir no sindicato em meio a mais uma das greves que, lideradas por Lula, atormentavam o regime militar e o empresariado.

Após 31 dias encarcerado, Lula foi solto.

Nos tempo atuais nos quais o judiciário segue fazendo política, Lula é novamente condicionado a passar por situação potencialmente semelhante a vivenciada em 1980.

A determinação da prisão, antes mesmo do esgotamento dos recursos em 2º grau, é completamente arbitrária.

Como disse o próprio Lula, o sonho de consumo do Juiz Sérgio Moro é prendê-lo.

Contudo, para além da ânsia de Moro, outros aspectos existem por trás do decreto de prisão de Lula.

Procura-se alargar as possibilidades para tirar do páreo eleitoral deste ano a figura política do Lula, com o intuito de se ampliar as possibilidades para eleição de alguém comprometido com a agenda conservadora e de direita.

Nesse sentido, tanto quanto outras pessoas comprometidas com a esquerda, defendo a resistência cívica em todos os campos de atuação.

Nossa intenção é de impedir a consolidação do projeto político entreguista, conservador e de direito em nosso país.

Resistiremos em São Paulo, em Curitiba, em João Pessoa, em fim em todas as capitais e demais cidades desse Brasil.

Mesmo que consigam prender Lula, isso não quer dizer que irão encarcerar o projeto político defendido por Ele.

Preso, seremos seus olhos, suas pernas, suas falas e suas vontades.

Mesmo preso, terá seu legado sendo ardorosamente defendido por nós e por todos que querem um Brasil melhor, com maior distribuição de renda e mais igualitário.

Eu, João, Maria e milhões de outros.

Em termos geométricos, seremos multiplicadores exponenciais do projeto que Ele também defende.

Isso se Ele for preso.

Senão conseguirem prendê-lo, seremos tudo o que falei acima, contudo, com uma diferença.

Estaremos fisicamente juntos com Lula em cada cidade desse pais e também no campo, defendendo os mesmos ideários.

Preso ou solto, faremos o que tem que ser feito.”

Leia também