Frei Anastácio homenageia trabalhadores

Fala sobre 1º de maio Dia Trabalho

Bom dia senhores deputados, senhoras deputadas, servidores da casa, imprensa, as pessoas das galerias e telespectadores da TV assembleia.

Amanhã comemoramos o dia do trabalhador e quero registrar  aqui os avanços, mas também os desafios.

O mercado formal de trabalho no país gerou em março 112 mil 450 vagas, um crescimento de 0,28% em relação ao mês passado.

Segundo o Caged, Cadastro Geral de Empregados e Desempregados , no acumulado do ano o emprego cresceu 0,77%, um acréscimo de 306 mil e 68 novos postos de trabalho.

E nos últimos 12 meses alcançou 1 milhão 97 mil 338 novas vagas, uma expansão de 2,83% no número de empregos celetista no país.

Os dados também mostram que seis dos oito setores apresentaram elevação do emprego.

O Brasil criou 1 milhão 301 mil 842 postos de trabalho com carteira assinada em 2012.

Os dados apontam um crescimento de 3,43% em relação ao estoque de empregos de dezembro de 2011

Mesmo com menos vigor que nos anos anteriores, demonstram que o mercado de trabalho respondeu bem aos efeitos da crise.

Os dados demonstram uma continuidade do movimento de expansão do emprego formal no país, ainda que tenha ocorrido uma redução do ritmo de crescimento quando comparado aos anos anteriores.

As medidas adotadas pelo governo federal para enfretamento da crise, como a queda na taxa de juros e as desonerações diretas e indiretas e, principalmente, o investimento em grandes projetos de infraestrutura foram essenciais pra essa superação.

Outro avanço foi a garantia dos direitos para as empregadas domésticas.

Na atual situação mundial, em relação a crise que lentamente desgasta a Europa e que Levou os Estados Unidos a reduzirem gastos, modificando comportamentos das famílias desses lugares, o Brasil se mostra forte, principalmente por causa do principal programa do governo federal, O PAC.

Fomento na produção industrial e na construção civil através do Minha Casa Minha Vida, fizeram com que o Brasil suportasse as oscilações econômicas mundiais

Isso garante estabilidade para o empregador que poder contratar cada vez mais.

Mas não só isso é importante

Também temos que ver, quantas pessoas saíram da informalidade e agora possuem carteira assinada.

Garantia dos direitos trabalhistas tem a admiração de diversos países, servindo de modelo.

Pena que o que acontece no Brasil, não se reflete na Paraíba.

Segundo a revista Exame ponto com. A Paraíba teve uma redução de mais de três mil posto de trabalho de março desse ano, em relação com o mesmo período do ano passado.

Nos três primeiros meses desse ano, houve um decréscimo de nove mil e trinta postos de trabalho, o que corresponde a menos 2,36 por cento.

Precisamos pensar nesses trabalhadores e em sua qualificação profissional.

Na sua maioria, empregos existem, o que falta é uma política de qualificação profissional para atender as demandas

Outra coisa que falta é o incentivo de abertura de novos postos de trabalho.

Não adianta ficar comemorando os postos abertos nos estados vizinhos enquanto nós crescemos para baixo como rabo de cabavalo.

Nem assim adiantou para os trabalhadores de Goiana, no estado de Pernambuco, porque a empresa esta levando trabalhadores da Bahia, nem os pernambucanos estão tendo espaço.

Isso por falta de políticas públicas voltadas para a geração de emprego e renda.

Afirmo aqui que é muito interessante para nosso estado investir na produção primária, na agricultura, principalmente na agricultura familiar que coloca na nossa mesa 70% dos alimentos que consumimos.

 

Imagine se essa produção conseguisse aumentar, conseguiríamos não só atrair empresas, mas também exportar e gerar muito emprego.

Para terminar, quero deixar registrado os meus parabéns a todos os trabalhadores e trabalhadoras de nosso estado, em especial aos do campo que com muita dificuldade, trabalham para garantir a todos, o alimento que chega as nossas mesas.

Muito obrigado

Leia também