Frei Anastácio lembra os 55 anos de morte de João Pedro Teixeira

i0128060-8alt003710lar002328-copyO deputado estadual Frei Anastácio (PT) registrou, hoje (30), na tribuna da Assembleia Legislativa, os 55 anos de morte do líder camponês João Pedro Teixeira, assassinado no dia 02 de abril de 1962, pelo chamado “grupo da várzea”, numa emboscada quando voltava de João Pessoa para casa, em Sapé. “A memória de João Pedro permanece viva inspirando todos aqueles que lutam contra as injustiças sociais e pela transformação da sociedade”, disse o deputado.

Dentro da programação de comemoração da morte do líder camponês, haverá visita ao Memorial das Ligas Camponesas, em Barra de Antas, em Sapé, onde João Pedro Teixeira morava com a família. Também haverá uma missa domingo, às 14h, celebrada por Frei Anastácio. A programação contará com a presença de estudantes, trabalhadores rurais de vários municípios, religiosos, professores, Comissão Pastoral da Terra e pessoas que abraçam a luta pela terra.

Frei Anastácio lembrou que João Pedro Teixeira ainda hoje serve de grande exemplo na luta pelos direitos dos trabalhadores e pela reforma agrária. “Desde o final dos anos 50, como vinha acontecendo em Pernambuco e outros estados, na Paraíba os trabalhadores e trabalhadoras do campo vinham lutando pela organização das Ligas Camponesas, que buscavam dignidade através dos seus direitos de cidadãos e cidadãs. Isso desagradou os latifundiários da época, assim como qualquer luta nesse sentido não agrada ao setor nos dias de hoje. Graças a luta iniciada por ele, a Paraíba tem hoje 304 assentamentos da reforma agrária”, disse Frei Anastácio.

Leia também