Frei Anastácio pede abertura de diálogo entre governo e professores em greve

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) usou a tribuna da Assembleia Legislativa, hoje (23), para pedir a abertura de diálogo entre o governador do estado e os professores, que estão em greve desde o dia 31 de março. “Esperamos que o governador do estado abra esse diálogo, para evitar mais prejuízos para os 350 mil alunos da rede estadual de ensino”, disse Frei Anastácio.

Durante a presença de mais de 200 professores, lotaram as galerias da Assembleia, Frei Anastácio elogiou a iniciativa da direção da casa em receber os grevistas e leu uma nota divulgada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Paraíba (Sintep).

Na nota, os professores afirmam que o governador mentiu ao divulgar que teria concedido um reajuste de 20% ao magistério. Na verdade, segundo a nota, o reajuste foi de 4,5% nos últimos três meses. Para os demais funcionários o reajuste foi de apenas 1%.

Frei Anastácio também divulgou as principais reivindicações do magistério que são reajuste de 13%, por força de lei federal; reajuste de 9% e regime de trabalho T-30 para os funcionários; revisão do Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) do magistério e aprovação do PCCR dos funcionários; elevação da gratificação de diretores; eleições diretas em todas as escolas e pagamento integral do piso do magistério.

O petista ressaltou ainda que está ao lado da luta dos profissionais em educação e dos servidores do estado. “Estamos esperando a instalação da Frente Parlamentar em defesa do servidor público, que já foi aprovada a partir de requerimento de nossa autoria, para que a Assembleia possa se integrar melhor à luta dos servidores”, disse Frei Anastácio.

Leia também