O deputado federal Frei Anastácio fez pronunciamento na Câmara cobrando a apuração da denúncia feita pelo jornal o Estadão, sobre o desperdício de R $80,4 milhões de reais pelo Ministério da Saúde, que deixou vencer milhares de kits para diagnóstico da covid-19 e dezenas de medicamentos e vacinas para outras doenças. 

“Esse desperdício não pode ficar impune. É dinheiro público que o governo está jogando no lixo. Além de Bolsonaro realizar corte de R$ 44 bilhões no orçamento da saúde para o próximo ano, vem mais esse desperdício criminoso, denunciado pelo Estadão”, afirmou.

O parlamentar cobrou que a Controladoria Geral da União (CGU) e o Tribunal de Contas da União (TCU) apurem, com rigor, essa denúncia. “A denúncia do jornal foi feita com bases em documentos do próprio ministério, que mostram os insumos, vacinas, testes para Covid e outros produtos medicinais estocados nos armazéns do Ministério da Saúde com prazos de validade vencidos”, disse o deputado.

Frei Anastácio ressaltou que “é triste ver o desperdício de dinheiro público e a falta de respeito do governo Bolsonaro para com a saúde do povo. Imaginem quantas pessoas poderiam ter sido salvas se todos esses produtos tivessem sido distribuídos? É muito dinheiro público jogado no lixo, pela falta de responsabilidade do governo com a saúde do povo”, acusou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here