Frei Anastácio pede investigação sobre usina de leite, em Barra de Santana

Frei Anastácio visita fábrica de leite 2O deputado estadual Frei Anastácio (PT) anunciou, hoje (15), no plenário da Assembleia Legislativa, que está solicitando aos Ministérios Públicos Estadual e Federal investigação sobre a situação da usina de beneficiamento de leite, Santa Anna, em Barra de Santana, no Cariri.

“A Usina está abandonada, mas há denúncias de que vinha sendo usada para emissão de notas fiscais para duas associações e uma empresa, a Cooperativa Agropecuária Santa Ana, Associação dos Pequenos Agropecuaristas do Cariri Paraibano e a empresa Ouro Branco, Indústria e Comércio de Alimentos – Leite do vale”, disse o deputado.

A usina está ocupada, desde a semana passada, pelos pequenos produtores de leite que expulsaram o grupo que estava tomando de conta das instalações. “O grupo era liderado pelo senhor Cícero Ludgero. Eles deixaram a usina totalmente abandonada. Os equipamentos caros, avaliados em cerca de R$ 1 milhão, estão sendo destruídos por falta de manutenção. Mas, no papel, as denúncias são de que a usina está em pleno funcionamento”, disse o deputado.

Frei Anastácio acrescentou que esteve, ontem (14), na sede da usina a convite do presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Barra de Santana, Paulo Medeiros Barreto, e da Associação dos Produtores de Leite e Derivados de Barra de Santana. “Vi a usina, que foi construída em 2013, em inteiro abandono sendo comida pela ferrugem. Mas, as denúncias são de que estão sendo emitas notas fiscais como se a usina estivesse em pleno funcionamento”, denunciou.

O deputado parabenizou a Cinep – Companhia de Industrialização do Estado da Paraíba – que vendo a essa situação  está agindo para regularizar os documentos, retornando a usina para os pequenos produtores. “Isso está acontecendo, a partir de proposta incorporada no Orçamento Democrático do Governo do Estado e a Cinep está com quase tudo pronto para devolver a usina a quem é de direito”, disse Frei Anastácio.

O parlamentar disse ainda que os produtores de leite estão prontos para colocar leite para o beneficiamento. A usina tem capacidade para beneficiar 10 mil litros de leite por dia, com uma produção de mil quilos de queijo a cada dia e geração de 20 empregos diretos.

Além disso, os equipamentos da usina podem ser utilizados para produzir yogurte. “Mas, para isso vai ser preciso um investimento em dinheiro para recuperar as máquinas que estão enferrujadas, porque o grupo que esteve lá não produziu nem cuidou de nada. Apenas ganhou dinheiro usando o nome da Usina. Espero que a justiça apure tudo que está acontecendo ali e puna quem for culpado. Estou ao lado dos produtores e continuarei lutando por ele”, afirmou o deputado.

Leia também