O deputado federal Frei Anastácio se solidarizou com os, movimentos de mulheres, familiares e as vítimas de um dos crimes mais chocantes da Paraíba, conhecido como a Barbárie de Queimadas, onde cinco mulheres foram estupradas e duas delas mortas, em 2012, diante da fuga do principal culpado pelos crimes.

“Eduardo dos Santos Pereira fugiu de um presídio considerado de segurança máxima. Exigimos total empenho e uma resposta rápida do Governador do Estado e do Secretário de Segurança, em relação a essa fuga. Como um criminoso de alta periculosidade pode estar nas ruas depois de ter planejado e cometido um crime dessa natureza?”, questionou. 

O parlamentar questionou ainda como foi que o mentor do crime, condenado a 108 anos de prisão, conseguiu fugir pela porta lateral do presídio PB1, onde cumpria pena. “É lamentável que oito anos depois do crime, as vítimas e seus familiares não possam pôr um ponto final nessa tragédia que tirou a vida de duas mulheres”, disse Frei Anastácio.

O deputado disse ainda que se acosta aos movimentos feministas na campanha dos 16 Dias de Ativismo, lançada ontem (25) no Dia Internacional da Luta pelo Fim da Violência Contra As Mulheres. A campanha traz como tema principal o pedido de justiça pelo crime ocorrido em Queimadas.

Frei Anastácio diz ainda que o Estado precisa garantir proteção às vítimas, testemunhas  e familiares desse crime. “Em memória a Isabela Pajuçara e Michelle Domingos exigimos que esse crime seja punido e que o mentor volte para a cadeia e cumpra a pena que lhe foi estabelecida. A violência contra mulheres não pode ser esquecida”, concluiu.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here