Frei Anastácio pede reforço para segurança de Aparecida

O deputado estadual Frei Anastácio (PT) está fazendo apelo, ao governador do estado, no sentido de que providências sejam tomadas para resolver o problema de insegurança no município de Aparecida, no Sertão do estado. “Os moradores do campo e da cidade estão assustados com os assaltos e roubos de animais e motos”, disse o deputado.

Segundo Frei Anastácio, o município de Aparecida tem sete mil habitantes e conta apenas com dois policiais militares para dar segurança na cidade e no campo. “Estamos solicitando, encarecidamente, ao governador do estado que reforce esse efetivo em Aparecida. A população está assustada”, afirmou o deputado.

Frei Anastácio disse que esteve no final de semana passado no Sertão onde realizou atividades nos municípios de Aparecida, Sousa, São José da Lagoa Tapada, São Domingos e São Francisco. “Realizamos 16 atividades com trabalhadores e trabalhadoras nesses municípios”, disse.

O deputado esteve nos acampamentos Emílio Zapata, Paraíso, e Lampião, em Aparecida. Ele realizou atividades também nos assentamentos Nova Vitória, em São Domingos, Nova Vida I e II, nas Várzeas de Sousa, além de reuniões no acampamento Carlos Maringuela (São Domingos), Caiçara e na comunidade Duas Lagoas, que ficam entre os municípios de Aparecida e São Francisco. Ele também realizou reuniões com lideranças políticas e dos movimentos sociais do Sertão.

Insegurança e falta de água

“Em todas essas localidades que estivemos, além da insegurança, os trabalhadores reclamam da falta de água. “Com a seca que atinge a região, a água é escassa e não existe uma estrutura organizada para superar esses períodos secos”, disse o deputado.

Frei Anastácio disse, no entanto, que existem formas de facilitar a convivência com a seca. “É preciso que sejam perfurados poços artesianos na cidade e no campo. Outra alternativa é a construção de mais cisternas de placas para armazenar água. O problema é que o governo do estado não está empenhado nisso. Ele é um grande construtor de obras importantes, colocou ordem nas finanças do estado, mas ainda não estabeleceu uma política arrojada para beneficiar os pequenos agricultores do estado. Esperamos que isso possa acontecer em breve”, afirmou.

Leia também