Frei Anastácio registra Dia Nacional da Consciência Negra e pede atenção para quilombolas na Paraíba

O deputado estadual Frei Anastácio registrou hoje(20), na Assembleia Legislativa, a passagem do Dia da Consciência Negra, comemorado hoje (20), e solicitou que a Casa Epitácio Pessoa fizesse uma homenagem às comunidades quilombolas aprovando um recurso, de autoria do mandato dele, em relação a um projeto de lei que prevê expedição de títulos de propriedade de terra aos remanescentes de comunidade quilombolas no estado.

O projeto propõe que o governo do estado também passe a dar título de terra às comunidades quilombolas, uma ação que já existe em alguns estados. Mas, o projeto foi barrado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) e o deputado Frei Anastácio entrou com recurso que foi rejeitado em pleno dia da consciência negra. Dos 26 deputados presentes, 16 votaram contra o recurso do projeto.

Na Paraíba existem 45 comunidades quilombolas identificadas pela Fundação Cultural Palmares, 36 com certificado de autor reconhecimento, sete estão em processo de reconhecimento e duas ainda não deram entrada.São cerca de cinco mil quilombolas no estado e a grande maioria trabalha na agricultura, construção civil e serviços domésticos. “Precisamos avançar nessas políticas públicas e incluir nas ações do governo do Estado, as comunidades remanescente de quilombos”, disse o deputado.

 

Protesto contra buracos em estradas

Frei Anastácio também registrou a manifestação de trabalhadores do assentamento da reforma agrária Vida Nova, no município de Sapé estão, realizado na Ponte da Batalha que fica, na PB-004, que liga Santa Rita, Cruz do Espírito Santo e Sapé, segunda-feira.

O protesto foi contra as péssimas condições da estrada, que está praticamente intransitável. “A rodovia está igual a uma tábua de pirulito, com tanto buraco, causando acidente e colocando a população em risco de assalto, já que a velocidade desenvolvida é muito baixa.O trecho nessas condições tem 30 quilômetros de extensão”, relatou o deputado.

Segundo Frei Anastácio, enquanto o governador faz muita propaganda que a Paraíba está um tapete de asfalto, temos ai bem pertinho de nós uma situação caótica numa estrada de 30 quilômetros.Uma rodovia que é muito movimentada, já que essa região tem muita agricultura.

Segundo os manifestantes, depois de três horas de protesto, o DER enviou um representante ao local e foi firmado um acordo. A promessa é de que os buracos serão tapados com asfalto, em curto espaço de tempo.E ficou prometido ainda que dentro de 15 dias, será iniciado um processo de licitação para asfaltamento da PB-004. “Os trabalhadores estão esperançosos nessas promessas. E eu vou ficar vigilante em relação ao assunto. Se o DER fizer esse serviço, estarei aqui para elogiar. Mas, se não fizer estarei ao lado dos trabalhadores para novas mobilizações. Espero, portanto, que esse acordo não seja apenas uma enganação, o que acredito que não seja”, disse o deputado.

Leia também