Frei Anastácio registra, na Assembleia, insatisfação com lançamento de pré-candidatura do PT

“São atitudes assim, sem diálogo, que nos preocupam justamente por ser essa prática que nós mais condenamos no PT”. A declaração fez parte do registro que o deputado estadual Frei Anastácio fez hoje (11), na tribuna da Assembleia, para criticar a forma como foi lançada a pré-candidatura da ex-deputada Nadja Palitot a governadora do estado pelo PT.

“Estamos esperando que esse episódio seja rapidamente reparado e que possamos voltar à normalidade no PT, que é o debate construtivo para se buscar o melhor para o partido. Por isso, o Diretório Estadual tem que se reunir com urgência, para discutir o assunto”, disse o deputado.

Frei Anastácio ressaltou que não tem nada contra o nome, e sim contra a forma como foi articulada a indicação sem discussão nem consulta às instâncias internas do partido, nem à militância.

O petista acrescentou que em toda história do PT, na Paraíba, nunca presenciou um ato semelhante.  “No PT, as decisões são tomadas com democracia, com discussão, ouvindo todas as instâncias. A forma como foi lançado o nome da pré-candidatura não está de acordo com os preceitos do PT”, destacou o deputado.

O deputado disse que, o episódio de lançamento da pré-candidatura revela que a atuação do novo presidente do partido, Charlinton Machado, está começando muito mal. “Referendar uma decisão como esta, de lançar uma pré-candidatura sem consulta às bases, à militância não condiz com que cada filiado do PT espera. Esse não é o PT que a aguerrida militância do partido quer. Essa ação se iguala às práticas dos partidos que ainda são comandados por ‘coronéis’”, disse o deputado.

Leia também