O deputado federal Frei Anastácio repudiou a iniciativa de Bolsonaro de vetar a ajuda financeira de R$ 8,6 bilhões para  Estados, Municípios e Distrito Federal enfrentarem a pandemia do coronavírus. “É mais um ato genocida desse governo fascista, contra o povo brasileiro”, criticou o deputado.

O parlamentar afirmou que o veto, publicado no Diário Oficial de ontem (3), é mais uma demonstração de que esse governo não está preocupado com as vítimas da Covid/19. “Bolsonaro vetou todos os dispositivos que vinculavam o uso do dinheiro à batalha contra o coronavírus. É um desrespeito deslavado para com o povo. O projeto foi aprovado com ampla maioria pela Câmara e o Senado”, acusou.

Ataque à Saúde Pública

O deputado relatou que o Brasil tem um presidente que faz de tudo para que o país se aprofunde, cada vez mais, na crise em que está mergulhado. “Esse veto é mais uma demonstração do pouco caso que ele continua fazendo, em relação à pandemia e às mortes dos brasileiros. É lamentável ter na presidência, um gestor que não se preocupa com o povo. Ao vetar a ajuda, ele não está atingindo os governadores, como quer. Está prejudicando diretamente a população que enfrentará a pandemia sem uma assistência adequada”, explicou.

Segundo o congressista, “negar essa ajuda aos Estados, Municípios e Distrito Federal é um ataque à saúde pública. Enquanto isso, o governo libera bilhões de reais de forma antecipada para os bancos, sem fazer nenhum questionamento. O que resta ao Congresso Nacional é derrubar mais esse veto criminoso desse presidente fascista. Os Estados e Municípios precisam dessa ajuda para combater a pandemia”, apelou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here