O deputado federal Frei Anastácio afirmou que toda bancada do PT, na Câmara Federal, é contra a redução do auxílio emergencial de R$ 600 para R$ 300, anunciada por Bolsonaro. “Se Bolsonaro e Paulo Guedes tivessem a sensibilidade de se colocar no lugar de uma família sem renda, com certeza eles não reduziriam o valor do auxílio”, disse o deputado.

O parlamentar lembrou que a Bancada do PT sempre defendeu a prorrogação dos R$ 600 até dezembro. “Esse auxílio, que foi uma proposta do PT e dos Partidos de oposição na Câmara, beneficiou mais de 65 milhões de pessoas, impedindo que elas caíssem na extrema-pobreza. É bom relembrar que Bolsonaro queria conceder apenas R$ 200. Foi o Congresso que aprovou esse valor de R$ 600”, lembrou.

Governo retira comida do prato do povo

Frei Anastácio comentou ainda que reduzir o benefício pela metade, em plena crise econômica, é retirar comida do prato do povo que precisa desse dinheiro.

“Só o lucro de R$ 400 bilhões que o Banco Central teve com as reservas cambiais deixadas pelos governos do PT, daria para pagar esse benefício e ainda sobraria dinheiro. É bom lembrar, que o PT além de pagar a dívida do país com o FMI, ainda deixou U$370 bilhões de dólares, em reservas internacionais”, comentou.

O parlamentar disse ainda que o governo não manteve os R$ 600 porque não quis. “Quando a matéria chegar na Câmara, nossa bancada votará pela manutenção dos 600 reais até dezembro, como sempre defendemos”, finalizou.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here