O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) se solidarizou com os 120 mil funcionários dos Correios e Telégrafos, pela triste decisão tomada, ontem (5), pela Câmara, que aprovou o projeto de privatização da estatal. “Essa privatização trará demissão, precarização do trabalho, fechamento de agências e serviços mais caros para a população. Espero que o Senado corrija esse erro”, disse.

O deputado informou que os Correios, atualmente, estão em todas as cidades brasileiras, mas com a privatização, segundo ele, o setor privado não vai querer investir em cidades onde não haja lucro. “As informações são de que, apesar do lucro anual acima de R$1 bilhão, em muitas localidades as unidades não dão lucro. Mas, como a empresa é estatal equilibrava as despesas e mantinha o atendimento à população. Na iniciativa privada não funciona assim. Com isso, o povo será o grande perdedor com essa privatização”, alertou.

O parlamentar lamentou ainda que “é muito triste ver uma estatal com mais de 350 anos ser privatizada, a toque de caixa, simplesmente para atender aos desejos privatistas de um governo que não dá valor ao serviço público brasileiro. Num universo de 270 países, apenas oito têm seus serviços de correios e telégrafos privados. Não há nenhum motivo para privatização dos correios, já que é uma empresa lucrativa que deveria ser fortalecida”, sugeriu.

Frei Anastácio disse esperar que o Senado Federal corrija esse grande mal que a maioria dos deputados fez ao Brasil, e ao povo, votando a favor do projeto de privatização dos correios. “Faço um apelo ao Senado para que não repita o mesmo erro da Câmara. A grande maioria do povo brasileiro não quer que  mais esse patrimônio público seja entregue ao capital privado”, concluiu.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here