Frei Anastácio sugere reforma agrária em terras da Embrapa, em Patos

22045713_1518813818206598_5648666897402493736_n

O deputado estadual Frei Anastácio está solicitando da Procurador da República, na Paraíba, José Godoy, a realização de uma reunião entre Incra,Ministério Público Federal,Embrapa e trabalhadores do acampamento do MST, Cícero Gregório, localizado em terras da Embrapa, no município de Patos. “A sugestão é que a Embrapa repasse as terras para o Incra assentar as famílias que estão no acampamento”, disse o deputado.

Frei Anastácio relatou que a área com 361 hectares foram ocupadas por 30 famílias, desde o mês de julho deste ano. As famílias estão plantando Feijão, Melancia, melão, pepino, batata-doce, quiabo, tomate, coentro, alface, cebola, maxixe, pimentão, pimenta de cheiro e jerimum. “Tudo isso cultivado em apenas 2,5 hectares. Imagine se essa terra estivesse toda nas mãos dessas famílias”, indagou o deputado.

O deputado disse que a Embrapa arrenda toda área para criação de gado. Um dos arrendatários é um vizinho chamado “Caçote”. “Soubemos que existe até interesse do deputado Hugo Mota, de que haja leilão da área para, posteriormente, ser transformada em um loteamento. Além de loteamento, existe a intenção de que a área sirva de acesso para alça sudoeste de Patos. É bom frisar que já foi executado o despejo dos trabalhadores, mas eles lutam pela terra. Uma área ociosa, já que a Embrapa não fez nenhum plantio experimental neste ano de 2017”, afirmou.

O parlamentar relata que antes era plantado algodão, gergelim, mamona e peão manso. “Agora, a informação que recebemos é de que  a Embrapa quer retomar com o escritório e colocar vigilantes. E, ao mesmo tempo, quer vender aterros retirados da área, além de guardar adubos e sementes vencidas. Isso não é admissível”, declarou.

Frei Anastácio alega que as terras não estão sendo usadas para pesquisa, nem estão servindo para produção, por parte da Embrapa. Dessa forma, segundo ele, é preciso que a Embrapa faça o dever de casa, entregando essas terras para quem quer trabalhar nelas e promover produção de alimentos. “Eu visitei a área e vi tudo de perto. A Embrapa precisa transferir as terras para o Incra, esse é o caminho mais justo”,disse.

Agenda

Frei Anastácio registrou que esteve ainda, durante o final de semana, cumprindo agenda nos municípios de Sumé, onde realizou reunião com apoiadores do mandato. “Estive ainda com lideranças petistas de São José de Espinharas, Santa Luzia, Junco do Seridó e Soledade. Foi um final de semana cheio de atividades voltadas para a formação partidária e de interesse dos trabalhadores”, disse. Ele também participou de mais um encontro regional da tendência interna do Partido dos Trabalhadores, na Paraíba, Muda PT, em Itaporanga, com participação do deputado federal Luiz e Couto e os petistas do Vale do Piancó, que compreende 18 municípios.

Leia também