Governo do estado veta escola sustentável na Paraíba

A Assembleia Legislativa manteve veto do governador do estado, ao projeto de lei de autoria do deputado estadual Frei Anastácio (PT), que propõe a implantação da escola sustentável na rede estadual de ensino da Paraíba. “É lamentável o veto a esse projeto que tem objetivo de despertar os alunos para preservação do meio ambiente e o desenvolvimento sustentável”, disse o deputado.

O projeto havia sido aprovado pela Assembleia. Foi vetado pelo governador. O veto foi apreciado em plenário e a maioria dos deputados  decidiu acatar a decisão do chefe do executivo estadual. “Acredito que a conscientização na base escolar fortalece os valores de sustentabilidade para o futuro. Esse projeto não traria nenhum prejuízo, com suas atividades ordinárias, para as unidades educacionais, que devem promover ações pedagógicas que visem o desenvolvimento sustentável”, destacou o deputado.

Entre as ações propostas, estavam o incentivar à adoção de hábitos e atitudes voltadas à preservação dos recursos naturais e à construção de um espaço ecologicamente sustentável. “Para isso, as escolas deveriam promover atividades com vistas ao consumo racional da água e energia elétrica, incentivar a coleta seletiva de resíduos sólidos, objetivando a reciclagem e promover oficinas de manipulação de materiais recicláveis”, relatou o deputado, acrescentando que não há nada de inconstitucional como alegou o governador.

Frei Anastácio disse ainda que, a exemplo da lei de autoria dele, sancionada este ano, determinando que 80% das árvores nos canteiros e logradouros públicos sejam frutíferas, o projeto vetado propõe ainda a conscientização quanto à preservação das áreas verdes existentes nas escolas e em seus entornos.

De acordo com Frei Anastácio, o projeto da escola sustentável propõe ainda que os educandários também devem orientar sobre a importância do cultivo de hortas e pomares, realizar palestras temáticas abertas a toda a comunidade, sempre atinentes à ecologia e à sustentabilidade. “A educação é a ferramenta para realização do sonho da cidadania para o desenvolvimento sustentável”, destacou o deputado.

 

Leia também