Mandato de deputado desenvolve projeto com palma, no interior da Paraíba

Um projeto com plantação de palma resistente às pragas, no Seridó e Curimataú paraibanos, está chamando a atenção de agricultores no estado. A iniciativa é do mandato do deputado estadual Frei Anastácio (PT), em parcerias com agricultores familiares, nos municípios de Soledade, Olivedos e São Vicente do Seridó.

“Estamos plantando palma forrageira resistente à cochonilha do carmir, que de 2011 até agora dizimou mais de 100 mil hectares dessa planta na Paraíba”, disse o deputado que falou sobre o projeto, hoje (21), na Assembleia Legislativa.

O que motivou a implantação do projeto, segundo o deputado, foi o fato da grande redução no rebanho do município de Soledade, que caiu de 11 mil cabeças, em 2011, para oito mil no ano de 2012. “E esse é o quadro em muitas outras cidades do estado e nada está sendo feito pelos governantes, para recuperar o cultivo da palma no estado”, disse o deputado.

O projeto já implantado nesses três municípios tem o objetivo de expandir a plantação da palma para outras áreas. “Já conseguimos plantar nove mil “raquetes” da palma com resistência à praga”, disse Frei Anastácio.

O parlamentar explicou que em um ano, as nove mil raquetes de palma se multiplicarão em 90 mil. Com isso, os agricultores irão distribuindo mudas para outros municípios, a cada ano. “O nosso objetivo é dotar os agricultores de uma reserva de alimentos para os animais durante a seca e mostrar o exemplo para quem quiser implantá-lo”, explicou.

Frei Anastácio relatou que o projeto, coordenado pelo ex-prefeito de Soledade, José Bento, surgiu a partir de duas constatações. “A primeira delas foi o extermínio da palma, pela cochonilha do carmim. O outro fato grave foi a grande redução no rebanho do município de Soledade, que caiu de 11 mil cabeças, em 2011, para oito mil no ano de 2012, de acordo com constatação feita durante vacinação dos animais”, disse Frei Anastácio.

“O lamentável em tudo isso é que o governo do estado, nem os municípios estão se movimentando com alternativas semelhantes a essa que estamos desenvolvendo. O que o poder público deveria fazer, com uma grande amplitude, está sendo realizado por agricultores familiares e o nosso mandato. Espero que as autoridades acordem para essa triste realidade da seca, em nosso estado e adotem projetos como esse”, afirmou o petista.

Durante o final de semana, Frei Anastácio esteve nas três áreas do projeto piloto da palma para ver de perto a experiência. Ele também esteve no assentamento Mata de Vara, em Pedras de Fogo, onde assistiu a um torneio de futebol realizado por assentados da reforma agrária.

Leia também