Manifestações do dia 13 mostram o lado consciente de um novo Brasil

IMG-20150313-WA0018A grande mídia que apostava no fracasso das manifestações dos que apoiam e acreditam no governo do PT, teve que “ruminar” uma multidão que saiu às ruas em todo o país. Para tentar minimizar a força da massa, os telejornais que querem levar o país ao fundo do poço, se limitaram a divulgar números de manifestantes que foram às ruas. Números sempre subestimados.

O colorido da Avenida Paulista, e o mesmo cenário nas outras capitais do país, com milhares de pessoas defendendo o Estado Democrático e uma presidente eleita pela força da maioria do voto, fragilizou o discurso da mídia que induz os leitores e telespectadores a acreditarem que a população do Brasil, em peso, está decepcionada com o governo do PT.

O que se viu, foi um povo que acredita no atual governo, que quer punição para os corruptos e que defende, acima de tudo, a democracia. Os que apostam num golpe contra a presidente, sofreram um grande golpe das ruas nesse dia 13 de março. O povo mostrou que não há unanimidade contra o governo, como a grande mídia e a direita conservadora derrotada apregoa tentando levar o país ao caos.

O povo sabe e sente que o Brasil se divide em dois momentos: antes e depois do governo do PT. Um governo que diminuiu a diferença entre as classes sociais, tirou milhões da linha da pobreza, se livrou dos ditames do FMI e passou a ter reservas em dinheiro, respeito no mercado internacional, levou o filho do agricultor, do pedreiro e da lavadeira para a universidade para fazer um curso superior e concorrer no mercado de trabalho com os “granfinos”.

É esse país que os que dominaram um “brasil” com letra minúscula, durante séculos, não aceitam. Eles não suportam querer contratar um dia de trabalho pagando miseravelmente e receber um não. Eles não suportam ver um pobre viajar de avião e andar de carro zero pelas ruas, dividindo um espaço que antes era de poucos. Eles não aceitam ver um Brasil de todos. Sentem-se intimidados a perderem seus tronos.

Nesse novo Brasil, não há espaço para esconder a corrupção embaixo do poder, como era antes. A polícia Federal e a Justiça passaram a ter liberdade para prender, julgar e condenar. Ações que não eram vistas antes do governo do PT. Portanto, negar que o Brasil não avançou é querer a volta do Brasil com letra minúscula, pertencente a poucos. Não é a roubalheira à Petrobras que levará o Brasil para o fundo do poço. O que tem que ser feito, é julgar e punir os culpados com rigor. Não dimensionar esses fatos como culpa do governo e incitar a população a um golpe. O PT fez o Brasil florescer. Vamos colher os frutos juntos, num país de todos. Os que saíram às ruas no dia 13, mostraram o lado consciente de um novo Brasil.

Frei Anastácio Ribeiro

Deputado Estadual – PT

Leia também