Perfil

freiFrei Anastácio é um frade franciscano, natural de Esperança, interior da Paraíba, que escolheu dedicar o que há de mais precioso no mundo à luta em defesa dos mais humildes e excluídos: a sua própria vida. Ele começou nessa luta de resistência e coragem, há 36 anos, e nunca parou. Dedicou mais da metade da vida a esse ideal, em defesa do trabalhador do campo e da cidade.

Frei Anastácio começou sua luta ao lado dos humildes, em 1973, no litoral sul da Paraíba, na organização do movimento dos trabalhadores rurais, em Mucatu, município de Alhandra.Depois ajudou a fundar a CPT – Comissão Pastoral da Terra, da qual foi coordenador.

Um exemplo de resistência e coragem
Combateu o abuso do poder político, militar e dos grandes proprietários de terra. Recebeu ameaças de morte. Foi preso injustamente, simplesmente, por está ao lado dos humildes. Nos conflitos, chegou a ser seqüestrado por capangas, socorreu feridos e viu muitos trabalhadores serem assassinados na luta por melhores condições de vida e por uma reforma agrária de resultados. Um parlamentar competente

Um parlamentar competente
Em 1998, Frei Anastácio foi eleito deputado estadual Pelo PT e passou dois mandatos na Assembléia Legislativa da Paraíba. Foi escolhido várias vezes, pela mídia, como parlamentar mais atuante do Estado. Nesses oito anos, a luta dele incorporou novos horizontes.

Frei Anastácio foi um fiscal da aplicação dos recursos públicos; combateu o cartel dos combustíveis, a partir de uma CPI na Assembléia; elaborou leis que beneficiaram a segurança pública; lutou por atendimento digno às mulheres, principalmente, as que vinham do interior ter filhos na cidade evitando a morte materna; gratuidade nos transportes intermunicipais para transplantados e pacientes renais; lutou junto ao povo indígena pela demarcação de suas terras e respeito às tradições; defendeu a isenção do IPVA para motocicletas, usadas como instrumento de trabalho, até 50 cilindradas; cumprimento da meia passagem para idosos nos transportes intermunicipais; esteve ao lado do movimento por moradia e atingidos por barragens; regulamentação dos transportes alternativos; escoamento e comercialização das culturas produzidas nos assentamentos da Reforma Agrária; defesa do meio ambiente; combate ao crime organizado e a violência no campo e na cidade. Por todos esses exemplos, Frei Anastácio está na luta outra vez e precisa retornar à Assembléia Legislativa, para defender e ser a vez do cidadão do campo e da cidade.

Leia também