Polícia Militar cumpre ordem de despejo contra sem teto, em Caaporã

Frei Anastácio Caaporã 2Cerca de 300 policiais militares, com cães, cavalaria, Rotan e uso de drones, tratores e caminhões estão despejando, desde as primeiras horas de hoje (18), 400 famílias sem teto acampadas desde o ano passado, num terreno público na entrada de Caaporã. Segundo o deputado estadual Frei Anastácio, que está tentando mediar o conflito, e a ordem de despejo é da Prefeitura de Caaporã. “O prefeito havia se comprometido a não despejar as famílias, mas voltou atrás e está contra as famílias”, disse o deputado.

O deputado informou que vários barracos já foram destruídos. “As famílias estão muito tristes, uma vez que havia a promessa do prefeito Cristiano Ferreira Monteiro (Kiko) de construir casas pela Caixa Econômica Federal. Mas, o que estamos vendo é a falta de compromisso desse gestor, que não tem sensibilidade com as famílias sem teto. Em vez de buscar uma solução, o prefeito pediu o despejo  das famílias do terreno que está ocioso”, afirmou.Frei Anastácio Caaporã 3

As 400 famílias estão acampadas na entrada da cidade de Caaporã, desde novembro do ano passado. O deputado informou que as famílias são todas das periferias da cidade, formadas por desempregados que não possuem nenhum horizonte de vida. “Além das terras da Prefeitura, existem áreas da Usina Tabu que poderiam ser utilizadas para construção de casas para essas famílias, assim como áreas do Estado”, disse.

Frei Anastácio relatou que já enviou ofício à Cehap pedindo providências. “Através de nosso mandato, já enviei ofício solicitando uma saída para aquelas famílias. São pessoas que vivem sofrendo muito sem emprego e sem onde morar. Foram para aquele terreno em busca de uma moradia, mas estão se deparando com a insensibilidade do prefeito da cidade. Nosso mandato continuará apoiando todas as lutas daquelas famílias, até que seja encontrada uma solução para elas”, garantiu.

Frei Anastácio Caaporã 4

Leia também