Presidente da Comissão de Direitos Humanos da AL lamenta morte de sargento da PM

a sargento

O presidente da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa, deputado estadual Frei Anastácio (PT), que está cumprindo agenda no interior do estado, lamentou a morte do sargento reformado da Polícia Militar, José Carlos Almeida, de 50 anos, assassinado  na noite de sexta-feira (16), ao ter a casa invadida por bandidos na comunidade Mamona, no Distrito de Jacumã, no município de Conde.

“Em nome da Comissão de Direitos Humanos da Assembleia transmito meus sentimentos à família e amigos do sargento, assim como me acosto ao luto da briosa Polícia Militar da Paraíba que teve mais um dos seus guerreiros morto de forma covarde”, lamentou o deputado.

Frei Anastácio afirmou ainda que “é lamentável ver um agente da lei, que prestou tantos serviços à sociedade, ter sua vida ceifada, no descanso de seu lar, por bandidos que não temem mais às autoridades e estão aterrorizando a sociedade. Tenho informações de que neste mesma localidade, onde o sargento foi baleado, enquanto estava numa rede no terraço de sua casa, houve um duplo homicídio na semana passada”, relatou.

O deputado disse ainda que acredita no esforço da polícia para prender os assassinos. “Mas, uma coisa é certa: é preciso mais investimento na política de segurança pública, com mais homens nas ruas, e valorização dos policiais para que eles possam se proteger e oferecer melhor proteção à sociedade. A Comissão de Direitos Humanos da Assembleia está à disposição da família do sargento e de toda corporação, para o que for preciso. Iremos agendar uma visita à família do sargento e esperamos também que os assassinos sejam presos e paguem, com os rigores da lei, pelo que fizeram”, destacou o deputado.

Leia também