IMG-20200507-WA0059

O deputado federal Frei Anastácio (PT/PB) apresentou, na Câmara, o projeto de lei 2531/2020 que amplia a duração do pagamento do auxílio emergencial, por parte do governo, até o final da vigência do decreto que institui o estado de calamidade pública no país.

“Entendemos que só as três parcelas do auxílio emergencial, aprovadas pelo Congresso Nacional, não serão suficiente para minimizar os efeitos provocados pela crise financeira, de forma destacada daquelas pessoas desempregadas, sem renda ou autônomos”, explicou Frei Anastácio.

O deputado destacou ainda que diante disso, será necessária a prorrogação do pagamento dos R$ 600 até o final da vigência da calamidade pública, determinada pelo Decreto Legislativo Federal número 06/2020.

Esperança para quem necessita

“Conto com o apoio da Câmara para a aprovação desse projeto de lei que vem socorrer os brasileiros em situação econômica mais fragilizada. Entendemos que o Governo Federal tem a obrigação de prestar assistência ao povo que está sofrendo com os efeitos econômicos causados pela pandemia do Coronavírus”, disse.

O parlamentar lamentou que já não basta o sofrimento do povo para receber esse auxílio. “Além de ser obrigada a enfrentar fila, a população fica horas em aglomeração, exposta à contaminação pelo Coronavírus. Sem falar nos milhares que ainda estão tentando fazer o cadastro, mesmo tendo direito ao auxílio. Com a ampliação do prazo de vigência do auxílio emergencial, a população terá um pouco mais  de esperanças. O ideal seria que esse auxílio ficasse permanente para os beneficiários do Programa Bolsa Famílias, e fosse pago aos desempregados e autônomos até que a economia começasse a dar sinal de recuperação, depois da pandemia”, sugeriu.

DEIXE AQUI SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here