Projeto de lei torna música “Paraíba Joia Rara” em patrimônio imaterial da PB

 

 rgf_3229

A Assembleia Legislativa da Paraíba aprovou, por unanimidade, o projeto de Lei do deputado estadual Frei Anastácio tornando a música “Paraíba Joia Rara”, do cantor e compositor paraibano Ton Oliveira, em Patrimônio Imaterial do Estado.

“Essa música se tornou numa das mais tocadas de todos os tempos em nosso estado. É uma música que levanta a autoestima de todos nós paraibanos e valoriza o nosso estado, até mesmo nas divulgações turísticas dentro e fora do Brasil. É uma composição repleta de beleza, tanto na melodia como na letra,  trazendo verdades sobre a nossa terra”, disse o deputado.

Ton Oliveira é cantor e compositor filho do poeta, repentista e compositor Juvenal de Oliveira.  Incentivado por seu pai a iniciar-se na música, aos 14 anos de idade, passou a acompanhar conjuntos musicais tocando triângulo e cantando composições de nomes como Luiz Gonzaga, Trio Nordestino, Jackson do Pandeiro, entre outros.

Em 1991, lançou seu primeiro disco, “Forró pra derreter”, no qual gravou músicas de sua autoria, de seu pai e de outros compositores. A partir de então, ficou conhecido através de composições até polêmicas, como é o caso da Locadora de mulher. “Com Paraíba Jóia Rara”, ele  mostrou seu lado poético, patriota e de valorizador do estado onde nasceu e vive”, afirmou o deputado.

Com cerca de 20 álbuns lançados,Ton Oliveira passou a ser considerado um dos nomes mais importantes da música paraibana.

“E essa música Paraíba Jóia Rara já é muito mais conhecida do que o próprio hino da Paraíba. Esse nosso projeto, tonando essa composição patrimônio imaterial do estado, é uma forma de valorizar essa bela composição e também tem o objetivo de incentivar outros cantores e compositores a gravarem mais músicas de exaltação ao nosso estado”, disse o deputado.

Leia também