Se o presente é de Luta, O futuro nos Pertence!

anastacio ciranda

O Congresso que tem medo de Povo
Marcos Freitas (Poeta Popular)

O Congresso Nacional
Está para nos servir
Formulando as leis
Para todos cumprir.
Só está descumprindo uma
De uma forma muito vil

É a lei da democracia
E da participação
Conquistada em 88
Por toda população
Que está na Carta Magna
Lei maior desta nação

Lá está bem escrito
Todo poder emana do povão
Que o exerce por meio
De alguma representação
Ou então, diretamente
Conforme a situação

A forma direta
Que povo pode exercer
A sua soberania
Seu legítimo poder
Preste bem atenção
Que agora eu vou dizer

Tem referendo e plebiscito
Que é consulta popular
Que o povo participa
Para com força opinar
Sobre certas questões
Que queremos avançar

 

Outra forma direta
Do povo participar
É pela importante lei
De iniciativa popular
Para escrever no papel
O que a gente quer ditar

Mas, ao longo da história
Do meu povo brasileiro
Ele inventou muitos jeitos
De colocar o tempero
Para mexer na política
E mudar o seu roteiro

Foi assim que surgiram
De conselhos um montão
Tem o conselho da saúde
Tem também da educação
Em todos eles preveem
A nossa participação

Pra se fazer política
Tem que participar
Tem que saber o processo
Tem que saber o tramitar
Tem que saber donde vem
E aonde quer chegar

Os conselhos há muito existem
E acontecem as conferências
É importante dizer
Que tem também audiências
Que são pra gente discutir
E tomar as providências

O governo fez um decreto
Para regulamentar
Todo esse processo
E assim assegurar
Que a nossa participação
Possa se efetivar

Mas, o Congresso Nacional
Disse que não podia
Que só quem entende é eles
Que faz do fole a folia
E que a gente se aquietasse
Deixasse de euforia

Cassaram nosso decreto
Fizeram grande mal feito
Descumpriram com lei
Cassaram nosso direito
Rasgaram a Constituição
Nos faltaram com o respeito

Essa corja de político
Tem que dá explicação
Não podem ficar assim
Tem que haver solução
É crime de lesa pátria
É crime contra nação

Outra manobra deles
Para nos ludibriar
É dizer que não se pode
Todo sistema mudar
Por uma Constituinte
Um reforma efetuar

Dizem que não precisa
Que eles que vão fazer
Que não precisa plebiscito
O referendo vai resolver
Por fim, estão dizendo
Que é só deles o poder

Meu povo vamos pra rua
Vamos nos organizar
Vamos pegar as panelas
Vamos as faixas pintar
Temos que defender
Nosso direito de sonhar

Meu povo vamos pra rua
Por nosso direito lutar
Unidos temos a força
Juntos vamos conquistar
Pela reforma política
Constituinte já!!!

Leia também